quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Uma erupção histórica

Pompeia era uma próspera cidade romana, situada junto a uma montanha. Na manhã de 24 de Agosto de 79 d.C. fazia demasiado calor e desde as primeiras horas da manhã que se sentia um odor a gás.

À uma da tarde começaram a chover pequenas pedras e cinza; os gritos das pessoas não se ouviam, abafados pelo estrondo da montanha que explodia.

Era o vulcão Vesúvio que entrava em erupção, depois de ter estado adormecido durante 1000 anos. A explo­são arrancou todo o cume e formou-se uma imensa nuvem negra. Anoiteceu em pleno dia e durante 48 horas não pararam de chover materiais incandescentes, emitidos pelo vulcão, que soterraram inteiramente Pompeia sob seis metros de cinzas e pedra-pomes. Cerca de 20 000 pessoas morreram na catástrofe.

Em 1863, Giuseppe Fiorelli desenvolveu um méto­do para produzir as «estátuas» (calcos) que mostram os últimos momentos vividos pelos habitantes da cidade.



Link para o filme completo

Sem comentários:

Enviar um comentário